Review: Lanches da Copa do McDonald’s

Toda Copa é aquela alegria generalizada, especialmente no McDonald’s, onde tudo é legal o tempo todo!

Solta uma foto do Ronald felizão aí, Chicão!

he's lovin' it!

Beleza. E eu estou aqui, hoje, como crítico gastronômico, e vou esmiuçar os lanches da Copa, pra que vocês não percam seu tempo (como eu estou perdendo agora mesmo).

Cada dia é um lanche, pra não beneficiar nenhum país, nem encalhar os lanches merdas que só tão lá pra fazer volume.

Segunda-feira: McEspaña

Filé de merluza empanado, molho de tomate com alcaparras e mix de folhas no pão especial.

Uhmmmm!! Filé de merluza com alcaparras e mix de folhas!! Que merda de lanche! Uhm! Prefiro passar fome – como estou passando agora – a comer essa merda de lanche nada a ver. E outra: a Espanha nunca ganhou uma Copa – o que tá fazendo aí? Cadê a anfitriã, África do Sul?! (Atenção: cliché da Copa) Que pisada na bola, McDonald’s! A Espanha entrou como sensação no cardápio do McDonald’s, só pra punir amargamente quem ousa começar a semana batendo um Mac.(Se for pra fazer lanche de sensação faz o lanche dos Meninos da Vila de filé de borboleta no molho refugo-inglês – se bem que eu prefiriria o lanche de picanha na manteiga com coca de 2 litros e häagen-dasz do Ronaldão, DELIVERY EM CASA, POUPADO DO JOGO DO FINAL DE SEMANA).

Nota: EU, HEIN!

Terça-feira: McArgentina

Hambúrguer bovino regado pelo tradicional molho chimichurri, queijo mozzarela, tomate, mix de folhas e bacon em tiras no pão especial.

McDonald’s é famoso por sua representação pouco precisa da realidade – geralmente retratada de forma exageradamente alegre feliz contente e saltitante. Neste caso, nossa querida Argentina, casa do maior jogador de futebol de todos os tempos, não teve seu futebol tampouco sua culinária tratados de forma digna. O lanche é uma merda. “Hambúrguer bovino regado pelo tradicional molho chimichurri”, ou seja: aquele hamburgão de minhoca de merda delicioso cansado de todo dia. E o mix de folhas, benza Deus. Poderia ser mix de jornal picado, que seria pelo menos sincero. Tristeza e decepção. Se for terça-feira e bater aquela fome, dirija-se ao Burger King mais próximo (logo no home do site há a barra Navegue por aqui – passe o mouse por cima e uma das opções oferecidas é Encontre um BK. De nada).

Quarta-feira: McFrancia

Queijo ementhal, filé de frango empanado, melt de cream cheese com ervas, mix de folhas, tomate e queijo parmesão ralado no pão especial.

Se eu achei que o McArgentina foi preparado com descaso, este, então, foi feito com ódio. Fruto de falta de imaginação e clara limitação culinária (todos os lanches, invariavelmente, têm como destaque o molho), o McFrança é uma merda, e eu nem sei por que eu pedi. Realmente não sei o que estava passando na minha cabeça. “Queijo parmesão ralado”? I rest my case.

Quinta-feira: McBrasil

Hambúrguer de pernil, molho de maionese temperada, queijo mussarela, tomate, mix de folhas e cebola fresca no pão especial.

Agora, sim! Este é um lanche já consagrado que sempre pinta de 4 em 4 anos! Todo mundo já sabe do que se trata: um lanche ruim, com hambúrguer de carne suína! De onde o McDonald’s tirou que a gente come tanta carne de porco? Como dizem por aí, só falta fazer lanche de feijoada. O churrasco já é da Argentina, então não sobra muito o que especular aqui neste nosso pobre país. O hambúrguer é borrachudo, e o molho de maionese é feito a base de suco gástrico, creio eu. Eles colocam um marmanjo numa salinha lá no fundo, e metem colheradas e mais colheradas de maionese pela goela do negão; aí de vez em quando é só vomitar no lanche e servir na bandeja! Nada como o jeitinho brasileño! O mix de folhas é ainda mais decepcionante que os outros! Presente em 6 dos 7 lanches (claramente essas folhas tão sobrando na casa do Ronald), o do Brasil é o pior tipo de jornal picado. Muito provavelmente o caderno de carros à venda do domingo. É como a convocação do Dunga: só não fiquei decepcionado porque já esperava o pior.

Sexta-feira: McEstados Unidos

Hambúrguer bovino, molho barbecue, mix de folhas, cebola fresca, picles, bacon em tiras e queijo cheddar no pão bola.

Se vamos falar de hambúrguer, temos que rolar um clássico hamburgão respeitão dos EUA. Land of the free and home of the brave, os Estados Unidos entram também de bicão na verdadeira (olha o cliché) seleção de lanches da Copa! Ah! Amo muito tudo isso! Viva o capitalismo, e que venha o bacon, molho barbecue, cheddar, e claro, o já clássico mix de folhas! Papel picado do mais nobre NY Times, que viaja de avião pro Brasil junto com as cebolas, fresquinhas da silva. Enfim: um lanche previsível. Estava no meu carro, morrendo de fome, indo em direção ao McDonald’s, pensando “Hoje é sexta, dia do lanche dos EUA”. Então refleti um pouco (quase nada) sobre a previsibilidade dos lanches do Mac, e, acima de tudo, sobre a esterilidade gastronômica onipresente em qualquer produção da cadeia de lanches mais famosa do mundo. Fiz uma curva acentuada à direita e segui pro Subway, onde engoli, não sem duplo sentido, um delicioso lanche de 15 centímetros de almôndegas.

Sábado: McItália

Polpetone com molho de tomate e manjericão, fatias de pepperoni e queijo parmesão ralado no pão bola.

Não sou judeu – graças a Deus – e por isso não preciso guardar o shabbath. Foi exatamente este motivo (entre milhares de outros), que levaram este manolo ao McDonald’s, pleno sábado à tarde, para provar esta criação vinda diretamente dos headquarters de Ronald McDonald, láááááá na McDonaldland. Para minha surpresa, foi certamente o lanche mais gostoso que já comi naquela porca fábrica de crianças obesas. Os outros lanches, em regra, são dispostos na caixinha de forma desleixada e até mesmo um tanto quanto ofensiva. Já este, guardava relativa semelhança com o lanche meramente ilustrativo da foto acima. A mesma semelhança, por exemplo, entre a cantora-mirim Mallu Magalhães e o vocalista da banda/merda Keane, Tom Chaplin. Solta uma comparação entre os dois, Chicão.

-Pra já, chefia.

Mallu e o gordinho do Keane - quem é quem?

Valeu!

Domingo: McAlemania

Salsichão com molho de mostarda, mix de folhas, maionese e queijo mussarela no pão especial

Haha. Sinceramente, McDonald’s!

Conclusão: Qual o melhor lanche?

É fácil escolher o melhor lanche. O melhor lanche, certamente, é o do Seu Oswaldo. Não tem mesa, não tem telefone, não tem batata frita, não tem site, não aceita cartão, nada! Você, o balcão e o delicioso cheese salada, com hambúrguer tostadinho servido com molho de tomate e maionese caseira – tudo do mesmo jeito que o falecido seu Oswaldo deixou. A tradicional lanchonete fica na rua Bom Pastor, número 1659, no Ipiranga.

Pras saideiras: Que fome que deu esse post

Nossa, to com tanta fome que comeria até um traveco!

A-ha! E você que pensou que ia sair dessa seu ouvir uma de traveco! Falando em traveco, e esse McAlemania?! Quem comer, depois me avisa.

10 Comments

Filed under Capitalismo, Coitado do Manolo, Duplo sentido, Futebol, Review, Traveco

10 responses to “Review: Lanches da Copa do McDonald’s

  1. po. li o post inteiro pensando em reprovar a maneira q vc ia falar do McItália.
    mas, nossa. esse lanche é demais. É DEMAIS.
    o resto é bosta. o mcalemanha então mei. pão de hamburguer com salsicha. onde vamos parar?!.
    judas judeus.

  2. hominiscanidaeblog

    hahaahahaahahah

  3. Pingback: Balanço « Rafael Zanatto

  4. Russinho

    Hey! Ladrão de piadas! A história da feijoada lá! Mas a review tá boa, jamais conseguiria escrever assim sobre os lanches da Copa. Até porque nunca comeria qualquer um deles!

  5. Aluado

    Apesar do palpite nada imparcial, visto de alguem q obviamente pensa q o Ronald McDonalds inventou o Capitalismo e o McDonalds é a ruina do mundo, eu concordei com a maioria dos argumentos…

    Os unicos boms mesmo sao McItalia e McEUA, foda-se adoro bacon e cheddar!

    E curiosamente desses vc nao falou mal! xD

    E pensar q tudo começo pq eu fui procurar na internet qual era o lanche da copa de hoje!😄

  6. Ana Luiza

    haha.. rachei!!
    Eu tbm tava procurando o lanche de amanhã…
    gostei das suas observações, mas vou arriscar experimentar algum e tomar minhas própias conclusões!
    vlw a dica msm assim
    Obs: vou pedir para tirar o mix de folhas, fiquei com nojo!

  7. Pingback: Balanço & Termos Mais Pesquisados « Rafael Zanatto

  8. Felipe Motta

    Porra, Fafá! Você vai lá no seu Oswaldo também?
    Eu vou lá desde criancinha…. o meu recorde são 5 x-salada seguidos.
    E aquele refresco de uva lá também é ótimo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s