Balanço

Hoje farei um pequeno balanço sobre este blog, que é sucesso de público e crítica aqui em casa: eu fico lendo e relendo os posts, e depois me masturbo em frente ao espelho.

REGRA NÚMERO 1 DO POST: cabaram as piadas de punheta!

REGRA NÚMERO 2 DO POST: piadas (ou declarações de amor) sobre travecos estão liberadas.

Beleza. Continuemos, fazendo favor.

Esse WordPress tem algumas coisas interessantes, no painel de controle aqui, viu. Eles têm estatística sobre tudo. Sempre que eu entro, é um sofrimento, pois tem o gráfico com as visitas, por dia. Triste é quando estou num dia bem sucedido, e a setinha tá indo pra cima, mas aí chega meia noite: 0 visualizações.

Aí é triste. Queria um dia de uma semana, pra chegar a milhares de visitas.

Porra, mas não posso reclamar. Hoje o negócio tá bom. Nem postei ainda, uma da tarde, 25 views. Bom! Tá excepcional! Cacete! Nem tinha me ligado. É, tipo, uma marca história. Puta merda.

Mas vamos falar dos altos de baixos. O dia com maior freqüência aqui foi o segundo dia do blog, quando chegamos à notável marca de 143 visualizações. O dia anterior, o de estréia, teve 111 views, o número favorito do Coronel Ubiratan, que hoje em dia queima no fogo do Inferno, sentado no colo do próprio Capeta, do jeitinho que ele planejou – trabalhou duro pra que isso acontecesse. Viva a morte do Ubiratan, o verme dos vermes! Que os próximos Ubiratans morram tragicamente ainda crianças, em meio a muito sangue e sofrimento! Paz na Terra aos homens de boa vontade! Três vivas pra bala que perfurou o bucho do desgraçado! Viva! Viva! Viva! Agora ele não mais faz peso na Terra.

Continuemos.

Os dois primeiros dias prometiam muita praia e maconha para Rafael Zanatto. Mas logo a setinha começou a cair, atingindo a triste marca de 7 visualizações dia 10 de maio (é maio que a gente tá?), uma segunda-feira triste e sem posts.

O maior número de views da era moderna do blog (92) foi quando publiquei três textos num dia só: uma crítica da final do paulista, e duas reviews: de Misto-quente, do Bukowski e de monera, do cersibon. Que saudade desse tempo que não volta mais, né, amiguinhos?

E qual o post de maior sucesso?!

Los Beatles.

Qual o post de menor sucesso?

Review: Mozambique.

Qual o post que eu mais gostei?

Ah, meu, é como escolher um filho favorito, não dá!

Sem veadagem.

Então tem que ser o Review dos Lanches da Copa do McDonald’s.

Agora, o público.

O público que lê este blog é muito pouco variado, e consiste basicamente em Rafael Zanatto e sua vó dando f5 toda hora, só pra contar mais visitas. Mas fora esses excessos reprováveis em família, algumas pessoas já admitiram ler, ou pelo menos ter lido (ou conhecer alguém que já leu, em alguns casos) meu blog. O que me impressionou, porém, foi que nenhuma das pessoas que confessadamente entraram aqui fez sexo comigo. ACHO QUE ELAS NÃO ENTENDERAM O PROPÓSITO DESTE BLOG.

Mas algumas pessoas devem ser louvadas por seu trabalho neste sentido: Lucão, grande cara, na Virada Cultural disse que leu e que divulgou meu blog pra mãe de um amigo dele. Não sei o que as pessoas têm em mostrar essas coisas pras mães! A mãe do Pedro, pelo que ele me diz, sempre lê meu fotolog. A Dona Zelita. Ela é um amor. Uma vez disse que eu parecia com o Samuel Rosa. Nunca poderei perdoá-la por isso, mas eu gosto dela.

Bom! Chega de falar da mãe dos outros, pois nada de bom pode sair daí!

Vamos agora agradecer o Diego, do blog Hominis Canidae, que sempre dá RT nas minhas chamadas pro blog no twitter. E, com alguma relação com o Diego existe a Évora, que é uma das grandes comentadoras do blog (comentou umas três vezes, e já é um recorde. Ninguém comenta nessa porra! Seus filhos das putas!). Ambos são do Recife, pelo que me consta. E ontem, uma menina que nem me segue, divulgou o blog. Ela é de Aracaju, pelo que diz sua conta no twitter.

Sucesso no Nordeste? Seria a hora de citar Racionais pela milésima vez neste post? Não, vamos segurar!

Bom, que mais eu posso falar? É isso aí, eu amo todos, faria sexo com cada um de vocês!

Se o Diabo chegasse agora e dissesse:

RAFAEL, O QUE VOCÊ QUER?

Eu falaria tipo:

Como assim, quer o quê?

VOCÊ QUER, PO, EU SOU O DIABO, EU DOU AS COISAS.

Ahmmm. Qualquer coisa?

QUALQUER COISA.

Mas eu pago alguma coisa?

SUA ALMA.

Suave. Tcheu ver…

ESCOLHE LOGO QUE EU QUERO CAGAR.

Po, num sei.

VAI VAI VAI!

Não dá pra escolher assim!

VAI, MANO!

Ahhhhh… uma camisa do Corinthians!

DO RONALDO?

Não, do Neto.

CLASSE.

Classe, né?

CLASSE CLASSE CLASSE. PENSANDO BEM, VOU FICAR PRA MIM A CAMISA.

Mas e a minha?

ESCOLHE OUTRA COISA.

Você não queria cagar?

AGORA JÁ FOI. ESCOLHE AÍ.

Então eu queria… praia e maconha. Comer todas burguesa em Fernando de Noronha.

TÁ FEITO.

Como hoje é dia de balanço, logo mais vou explicar a imagem do blog – aquela ali em cima, do sujeito beijando a mulher e segurando um copo de cagibrina na mão. STAY TUNED FOR MORE!

2 Comments

Filed under Beatles, Blog, Bukowski, cersibon, Maluco chato, Praia e maconha, Punheta, Seres Humanos Reprováveis

2 responses to “Balanço

  1. Eu vim parar aqui por sugestão de Diego, esse viado homossexual guêi pederasta doador de bunda. E agora leio todo dia. Inclusive, tô seguindo no Twitter.

    É, eu não me valorizo muito…

  2. Raul

    é esse aqui, que é um dos melhores posts, no outro lá que eu posteo, ele é mais ou menos só, esse aqui é mais ou menos BOM, isso faz dele melhor que o soutros

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s