Flashback – FRIOS! – Just like that

Olá, seus idiotas. Estou muito decepcionados com vocês. Aposto que todos torceram errado, e apoiaram a Holanda. Uma merda esse time da Holanda, é bom deixar isso claro. E to com uma dor no braço esquerdo, ainda bem que não é o da punheta. Acho que foi carregando a tevê. Trouxemos a tevê lá de Ribeirão Preto pra cá pra ver essa merda de Holanda ganhar (roubadamente) do meu Uruguay. Porra. Que merda, que tristeza.

Hoje sonhei que tinha uma balada no apartamento em frente ao meu, em São Bernardo. Tinha uma menina muito familiar que pedia um drinque enorme e fazia um brinde com sua amiga, só pra deixar nós, os pobretões, com inveja. No meio da balada, tranquei todos meus amigos num cômodo, e fui pra minha casa, atravessando o corredor. Tanto a porta da balada, quanto da minha casa, estavam arrombadas. Em casa, tava tudo normal. Quando voltei à balada, tinha um baita negão se preparando pra comer uma loira. Eu falei “Opa opa rsrs” e acordei com minha mãe entrando no quarto fazendo maior escândalo, puta merda, Maria, deixa eu dormir.

Hoje, pela minha falta de ânimo, é dia de Flackbash.

-Êba…

É…

No Flashback, coloco aqui um texto previamente publicado no meu fotolog, já que vocês acham que tudo que eu escrevo agora uma bosta! Seus filhos das putas!

Bom, o texto de hoje é um que eu gosto, apesar de não ter nada a ver. É um parágrafo só, um bloco de palavras, recheado de groselha. Estava de ressaca quando escrevi, num bom humor invejável.

Diferentemente de agora, que estou semi-bêbado e amargurado.

Lede:

FRIOS! – Just like that

Eu geralmente fico triste quando acordo cedo, mas quando isso acontece graças à bebida, eu fico feliz. Quando eu bebo pra valer, quando tenho ressaca – sem vomitar – acordo cedo. Mas quando eu vomito – na noite anterior – aí acordo tarde. Outro dia lá, pararam o carro pra mijar, fui lá, mijei, aí pensei “Na boa”, me curvei, apoiei as mãos nos joelhos e vomitei as tripas todas. O Rodrigo, que tava do meu lado, achou o plano um bom plano, e mandou ver também. Na hora eu não vi, só percebi uns três dias depois, mas o vômito todo respingou no meu tênis e nas minhas calças, mas continuei a usá-los como se nada tivesse acontecido – primeiro, sem saber a verdade, depois, ignorando a realidade. Voltamos pro carro, e eu fui semi-dormindo rezando pra chegar em casa logo, pra que não parássemos pra comer em lugar algum. Dia seguinte, acordei com o celular tocando, mas não o encontrava em lugar algum. Não parava de tocar Highway to hell e não achava aquela porra. Quela porra! Concentrei-me e descobri que a porra do celular tava no chão, debaixo da mesa. Pensei “Na boa”, e lembrei a vez que meu celular ficou dentro do meu tênis – aí tudo fez sentido. Lembrei. Tava bêbado, deixei o celular cair dentro do tênis, achei engraçado, e fui dormir assim mesmo. Deve ter sido isso que aconteceu. Sim, sim, seguramente. Cacete, to digitando errado pra cacete, mas você(s) não sabe(m) porque to consertando tudo em TEMPO REAL. Minha mãe entrou no quarto, calma aí. Maria, to escrevendo, dá licença. Esqueci do que tava falando. Sabe uma coisa que eu não curto muito? Da qual eu não sou exatamente o que alguns chamariam de FÃ. Sabe o quê? Frios. And by frios I mean frios, isso mesmo, frios, frios, essas coisas, frios, presunto, queijo hambúrguer, bacon, os caralho! Frios – NOT THAT BIG OF FAN. Essa seria frase exata para os dois primeiros quadros do webcomic mais lido da internet (por rlz): Dinosaur Comics. Falando nisso, ontem foi aniversário do Fini, aka Dino. Por algum tempo, as origens deste apelido tão gracioso foram ignoradas, simplesmente varridas da memória coletiva. Mas então, num esforço hercúleo meu, numa balada, depois de uma dica de Renê Rojas (RR) “Ele disse alguma coisa errada, sobre dinossauro”. ENTÃO! AÍ! Rafael Lacerzanatto focused his mind and soul on dinosaurs, Rafael Fini, and stupid remarks. For a while, Rafaelzanatto departed from the balada. Após alguns instants (não é inglês, é erro de digitação) de silêncio, reflexão pura, cerveja esquentando na mão, a resposta me veio primeiro à língua, depois à cabeça! Gritei “Dinossauro Rex!”. And that was that! Fini (aka Dino) numa tarde ensolarada quando o inverno se transformava lentamente em primavera, numa discussão mesozóica (galerozóica), Rafael Montgomery Fini confundiu logo ele, logo o REI DOS DINOSSAUROS! Dinossauro Rex. Ato-contínuo, foi batizado provisoriamente sob o apodo de Dino, em homenagem a sua ignorância. Pequenos lapsos não serão perdoados, muito pelo contrário: serão transformados na mais pura alegria de viver! A alegria de estar vivo! Ai, que gostoso! Aliás, criei uma memória que não existe: a de ver a irmã de um amigo meu de toalha. THAT’S REALLY CREEPY, porque eu to ligado que não existiu, mas uma vez escrevi sobre isso, e a imagem ficou tão clara na minha cabeça, que parece verdade. Como quando você tem um sonho em que algo importante acontece, e você acorda com a sensação de que aquilo realmente aconteceu, mas então passa. É tipo isso, mas não passa. Tudo bem, é uma memória legal! Penso nos peitos dela! RIGHT ON, DEUS! Mandou bem! Peitos! Aliás, estive pensando: existe algo mais bonito do que o corpo de uma mulher? A resposta é “provavelmente sim”, ou até mesmo “certamente sim: o canto de um passarinho”, ou até mesmo “sertamente cim: o primeiro vagido de um newborn baby”, ou até mesmo “a poesia incontestável de Camões”, ou até mesmo “quase que certeza, mas vamos ver na wikipédia pra confirmar”. No final de tudo, a verdade é uma só, e a verdade é que a verdade é uma só, mas o mistério continua. É como quando há dois espelhos um de frenteira pro outro, e você ta lá, e você tem aqueeeila vontade de ver até onde vai o abismo de espelhos, mas ta lá o seu reflexo idiota na frente atrapalhando! Reflexo idiota! Falando em reflexo idiota, Rafael M. Fini gaba-se de ter reflexos rápidos. WELL! TALVEZ ELE NÃO TENHA TIDO UM REFLEXO TÃO RÁPIDO QUANDO… ele derrubou alguma coisa! Hã! Aposto que foi um reflexo bem fraco! Toma essa! Universo 1, Fini TAMBÉM 1. Que emoção, isso vai dar jogão. Mas falando em Rafael, vamos falar um pouco sobre Rafael Felipe Jokes dos Santos Gimenes. RFJSG foi batizado permanentemente sob o apodo de Jokes em homenagem direta à sua incapacidade de fazer as pessoas rirem. His flaw was cruelly punished with this eternal mark, just like Cain, ou como aquela menina belga, que tatuou SEVERAL estrelas na cara. Esta foi punida pela sua estupidez. Agora , é a sua vez.

1 Comment

Filed under Flashback, Futebol, Que papo é esse?, Ressaca

One response to “Flashback – FRIOS! – Just like that

  1. tbm fiquei pura zanatto! deu mais raiva desse jogo do que do brasil, pq uruguai jogou muito, a defesa tava firma. putaquemepariu. O El loco tinha q ter entrado no jogo antes, e foi uma merda o Lugano num ter jogado. Inferno de copa!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s