Fobia, horror & aversão

Todo mundo tem medo de alguma coisa, quer dizer, menos eu, porque eu sou machão né pessoal. Na verdade, machões têm medo, sim. Têm medo do lado gay que se lhes aflora no peito e faz com que seus cus, prega a prega, cedam, abram, abracem e engulam um belo croquete de carne, também conhecido por – toca o telefone!

Para o horror dos conservadores, há uma verdade, e essa verdade não é apenas inescapável mas simples e puramente vital, última e fundamental. Única e bela, nossa razão e ensejo de viver.

Ó, o horror!

Ó, o medo!

Eu, por exemplo, tenho medo de altura. Tenho pesadelos com pontes intermináveis, varandas sem parapeito, passeios de helicóptero. Outros têm medo de insetos, ou de mijar dentro do vaso.

Drogas: grande motivo de medo para muitos. Outros têm horror a um simples gole de cerveja – tremem de medo da ebriedade.

Alguns medos, interessantemente, disseminam-se em grupos específicos (de interesse, genéticos ou simbólicos).

Exemplificando para o bem da nação:

Sujeito: Comunistas.
Objeto
: Criancinhas.
Os comunistas são famosos pelo ódio por criancinhas, chegando ao absurdo de comer (no mau sentido) criancinhas. Degluti-las, simplesmente. Garfo e faca e direto pra goela! Pura aversão! Um exemplo muito próximo e palpável (não que você vá querer apalpar) é a nossa iminente presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que é conhecida por sua plataforma abertamente infanticida. “Ela quer matar as criancinhas”, disse Monica Serra, sua assessora, em recente corpo a corpo com pobres evangélicos.

Sujeito: PSDB.
Objeto: Pobres.
Já que estamos no tema das eleições, vale ressaltar a verdadeira paúra que o partido de Fernando Henrique Cardoso e José Serra tem por pobres. Mas é um medo totalmente racional e fundamentado na realidade, na minha humilde (opa, humilde, não!) opinião. Afinal, o que tem pra gostar em pobre? Analfabetismo? Altas taxas de mortalidade? Pouca comida? Barracos de pau lá na pedreira? Pele preta?

-Mas Rafael.

Fala.

-Você não ia falar sobre sexo? Sobre putaria, pinto, buceta, cu, muito cu?

CU, MUITO CU (BASTANTE CU) (CU PRA TODO MUNDO)

O sexo é razão de sofrimento agudo e doído para muitos coraçõezinhos ao relento por todo o globo. Seja aversão por ele causada ou a ele direcionada, o sexo é o campeão de traumas, travas e aí-nãos!

Jovens, supostamente viris e heterossexuais vivem com uma sombra espreitando por cima de seus ombros largos de trapézios, e não há supino que supra a falta de uma rola grossa e quente entrando pelo seu cu, nossa! Imagina só eu escrevo um negócio desses?

Pois bem! Estávamos falando do espectro que ronda os garotos heterossexuais, a grande insegurança de um gênero: o medo de ser bicha e querer chupar uma rola simplesmente pelo prazer de roçar sua língua pela glande de outro homem, jovem, heterossexual como ele, seguro de suas convicções, mas que não recusaria uma chupetinha gay de graça, né? Convenhamos!

E as mulheres?

E as mulheres então?

Criadas como as filhinhas do papai, as meninas desenvolvem aversão não apenas ao sexo, mas à sexualidade, tendo medo e horror de terem suas bundinhas duras e empinadinhas seguidas e devoradas pelos meus olhos sedentos por cu, muito cu (bastante cu), mentira né pessoal, calma lá, também não vamos exagerar!

Bundinhas, sim, claro. Devorar bundinhas estranhas? Sim, claro. Perseguir bundinhas estranhas e imaginar seus cus enquanto cagam na minha cara? Sim, claro.

Então SEGUE O JOGO!

O medo do sexo e aversão à sexualidade é causa de remorso entre meninas, que aceitam o sexo apenas naquele momento de entrega aninal, que depois, claro, deve ser compensado com vergonha e punição, em posição fetal, semi-coberta pelo lençol, só com a bundinha de fora, aquela bundinha, linda, os joelhos flexionados, tudo ali, exposto, pra quem quiser ver (e, no caso, você quer), furtivo, você chega, ajoelha-se, observa, agradece a Deus e ao Diabo pela mulher, pelas pernas, pela bunda, pelos seus olhos, pênis e língua, e só então você fecha os olhos, queima aquela imagem na sua cabeça, e então anos passam, voam, e muito depois você se lembra e não recorda o que aconteceu antes, nem depois, lembra apenas daquela bundinha, linda, fruto da vergonha de uma menina, do sexo casto de um casal recatado, de meras pulsões, da nossa mais básica natureza e, ainda assim, das nossas maiores aspirações, e é neste momento que você, distante daquele traseiro em tempo e espaço, mas não no coração, você afaga, massageia e acaricia, sim, seu pênis, pois masturbação além de ser legal é normal, e apenas para provar e reafirmar isso mais uma vez vai gozar no cabelo das bonecas das crianças que estão no pátio, brincando de amarelinha durante o intervalo. Parabéns, Fulano de Tal, pedagogo.

To brincando, policia federal! Pedofilia, mesmo em pensamento, é crime! Queimem o parafílico!

Muitos (e muitas) temem a masturbação. Seja por reprovação da sociedade ou própria (autoflagelação não combina com autoprazer, galera). Sim! Sua mão, seus dedos, cúmplices de um crime, um atentado contra Deus, contra a moral, os bons costumes e tudo aquilo que você acredita mas não consegue deixar de ignorar, por puro instinto. Ai, meu Deus, toquei-me inapropriadamente, senti prazer, deve haver algo de errado comigo. Não, meus amigos, a masturbação é legal e deve ser praticada. Deus não apenas aprova e apóia como também está olhando, sempre mesmo, inclusive quando você se masturba, digamos, no banheiro do seu trabalho, ou mesmo debaixo da mesa, no elevador – escada de emergência?

Opa, que é isso, RH, to brincando!

Não perca, nos próximos dias: Filia, maravilhamento & atração a saga continua! Nenhuma resposta respondida! Quer dizer, quê? Isso mesmo! Confusão mental, pensamentos poluídos, masturbação em público (opa, seu PM, to brincando) (comigo mesmo) (me prende que eu gosto)

Me prende que eu gosto de tudo, seu PM!

1 Comment

Filed under Bunda, Capitalismo, Coitado do Manolo, Gay's the way, Maluco chato, Mulheres gostosas, Pedofilia é crime, Peitos, Punheta, Putaria e abominação, qq isos morena, Que papo é esse?, Seres Humanos Reprováveis

One response to “Fobia, horror & aversão

  1. Novo_leitor

    Ae cara você e muito bom, comecei a ler hoje (9 de novembro) e já li quase todos os seus posts🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s