Eu e ela

Ela tá na minha mão
nós dançamos juntinhos
Because you’re sweet and lovely, girl
I love you

e nos beijamos
eu e minha Heineken

Descendo a rua de mãos dadas
eu e minha Heineken
ela espuma sem razão nenhuma
fica lá, cheia até a boca
eu pergunto “O que é?
Você sabe que você pode me contar qualquer coisa”
ela não diz nada
vira os olhos
fingindo que está cheia de mim
olha os carros que passam
mas não resiste quando eu a puxo pela cintura
“Eu te amo, pô”

Subo o elevador
a sacola cheia de Heinekens geladinhas
eu as abraços e sussurro
“You’re all my children”

Ok, talvez eu esteja meio bêbado

Chego ao supermercado
ela já me olha com aquela cara de emburrada
“Você tava bebendo cerveja
não tava?”
“Tava tomando uma kaiser
mas pensando em você o tempo todo”
“Você é foda, Rafael”
ela se faz de difícil
espuma
the whole thing
mas eu a deixo esfriar a cabeça
pensar um pouquinho
e no final das contas ela sabe
que eu gosto dela até mesmo quente

Chegamos escondidinhos
eu e minha Heineken
ninguém pode saber
mas não é por vergonha
escondo da minha mãe
da minha mulher
da minha namorada
da minha amante
do mendigo que quer um gole
eles não entendem o que rola entre nós

Na verdade o mendigo entende

Mulher é foda, né?

Eu digo Heineken
quer dizer
eu escrevo Heineken
assim, com maiúscula
porque você é diferente das outras
e talvez porque seja a forma mais correta de se referir a uma marca

Ok, é isso mesmo

Mas você é especial anyway

 

4 Comments

Filed under poesia pra caralho, Que papo é esse?, Seres Humanos Reprováveis

4 responses to “Eu e ela

  1. Anderson

    hahaha
    Este post contextualiza a dupla relação amorosa das imagens do blog: em cima a dramatização artística de um “arrebatamento” amoroso terno-vestido, para logo embaixo, em 3×4, a foto do perfil desnuda, do ato erótico em seu apogeu.
    Só espero que a cerveja fotografada e exposta em domínio público não seja de menor… @federal

  2. Seus textos soam um tanto Bukowski pra mim. Meio escrotos, mas de um jeito legal.

    E sim, isso é um elogio.

  3. Ligia Conconi

    “Subo o elevador
    a sacola cheia de Heinekens geladinhas
    eu as abraços e sussurro
    “You’re all my children”
    hahaha muito boa. e o texto da bisnaguinha eu ri alto lendo, mas não consegui comentar lá n sei pq.😉 beijo!

  4. eu fico tão lésbica com heinekens.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s